quarta-feira, 27 de agosto de 2014

O Céu? Ah, um imenso infinito...

Bem, antes que o mês de agosto acabe, me sinto no dever de falar sobre a Coluna "Nos Trinques", desse mesmo mês, da Revista Turismo na Serra.



Tenho o prazer de assinar essa coluna a mais de um ano, e posso dizer com toda convicção que a coluna de agosto de 2014 me encheu de orgulho e satisfação!
Para falar sobre peças atemporais - aquelas que se usam independente do que esteja na moda - coloquei como ilustração de destaque uma imagem da Coleção "Meu Lar é seu, pode entrar", da marca Céu de Loucos

A designer Debora Viana, que assina a criação das peças, contou que "a marca nasceu da vontade de oferecer ao mundo coisas mais alegres, feitas com alma, com mãos artísticas, artesãs, mãos de designer também". 
Logo, tinha tudo a ver com "estar Nos Trinques, Sem medo de ser feliz!" (Título da coluna)

Sobre essa Coleção, "Meu Lar é seu, pode entrar!", Debora nos conta que "começou a nascer a partir da concepção de que o lar é o reflexo, tudo nele reflete o que se é intimamente". Suas fontes de inspiração vem "desde o simples desenho de criança até a arte. E pretende, a cada peça, servir de pano de fundo para que saibam dela, que reconheçam a sua alma em cada detalhe aplicado e, principalmente, que reconheçam a sua fala de amor, de esperança, de candura e de transformação."
Nessa coleção (e suponho que em todas as criações da marca) ela, Debora, tente a cada dia, dar forma a flores em forma de roupas. Ela mesma diz "espero que quando não mais for possível ativar o processo de pacificação de dentro para fora em cada ser, que ao menos essas roupas possam ativar sentimentos de fora para dentro." 
E ainda revela: "Foquei-me no atemporal, que reside na emoção, então, que cada roupa fique guardada para sempre no coração de quem a vestir e que possa passar de geração à geração como sendo um objeto de valor afetivo."
Eu acrescentaria que essa visão, essa postura, é até sustentável. Adquirir peças de qualidade, que durem uma vida ou mais, que se possa usar de janeiro a janeiro, que transmitam mais do que a moda dita - e padroniza - às pessoas. 
Bem, eu sou suspeita pra falar, porque é exatamente desse tipo de conduta que eu compartilho e tiro o meu chapéu. 

Essas são mais imagens da coleção... 












A novidade mais nova da Céu de Loucos é, digamos, uma história contada lindamente!!! 
São figurinos concebidos para Flavioleta, uma Contadora de Histórias! Tem coisa mais mágica que isso?!!!!



"Queria que ela (Flavioleta) parecesse uma fadinha da floresta, contadora de histórias surreais, encantadora pela leveza e pela alegria, entusiasta de crianças e adultos que envelheceram cedo demais." conta Debora sobre esse novo voo da Céu de Loucos.

Acho que deu pra mostrar um pouquinho desse infinito lindo que é essa marca hein?!
Ah, detalhe: é infinito, não tem limites, mas nasce logo ali, em Caruaru, a capital do forró de Pernambuco.

Então, quem quiser conferir mais e, principalmente se vestir de Céu, acessa a loja virtuaclicando aqui!

Por ora, é só.
Até a próximo post!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...