quarta-feira, 6 de novembro de 2013

De mulher pra mulher...

Eu gostaria de ter escrito esse texto. De certa forma o fiz, quando o transcrevi... (Espero que gostem da mensagem tanto quanto eu gostei.)



Você já pensou em quanto tempo nós mulheres gastamos com beleza? Pelo menos metade das horas em que estamos acordadas. Tudo pra quê? Pra conseguir a beleza pela beleza e só? Não, é claro. A mulher enfeitando-se pratica uma arte, a mais encantadora das artes. E não vá me dizer que você é moralmente tão antiquada a ponto de considerar vaidade feminina uma frivolidade. Você já devia saber que as mulheres querem se sentir bonitas pra se sentirem amadas. E querer sentir-se amada não é frivolidade.
Toda mulher pode ter um espelho mágico. Sim, porque não é só o espelho da madrasta da Branca de Neve que tem magia. Eis os ingredientes:

1º Um espelho propriamente dito.
2º Você mesma diante do espelho.
3º Coragem.

Ah, só porque falei em coragem aposto que você está se preparando para descobrir alguma coisa assustadora. Não é isso. Coragem quer dizer “se ver de verdade” em vez de se imaginar. A imaginação só nos serve quando baseada na realidade, e a realidade é vc mesma. Lembram-se da madrasta ruim? Ela perguntava ao espelho “Quem é mais bela do que eu?” e o espelho respondia, como qualquer espelho. Mas não desanime com a resposta, por favor. Aliás, a pergunta da rainha não cabe e nem importa. O melhor é perguntar “Como posso ser mais bela?”.

Belezas em série, belezas de catalogo, como se adquiridas por encomenda postal, essas pobres imitações jamais conseguem sucesso. Seu trabalho é descobrir no próprio rosto a mulher que você seria se fosse mais atraente do que já é. Pra isso, basta um pouco de trabalho, muito de perseverança e alguma inteligência. Já conheço seu grande argumento, que muitas vezes tem sido o meu: Não tenho tempo! Mas acredite, é surpreendente como uma coisa feita dia a dia, pouco a pouco, funciona. Não é comendo um pouquinho mais, a cada dia, que a gente termina engordando? Pois pense nisso. O preço da beleza é a vigilância eterna. E vigilância eterna, você já deve ter imaginado, é coisa que leva tempo. Não digo que leve uma eternidade, mas quase isso. O que vale é que essa “quase eternidade” é distribuída dia a dia, pouco a pouco. O tempo, minhas amigas, é o senhor absoluto de todas as coisas, de todas as criaturas. Lutar contra ele é tão inútil quanto tolo, até porque ele não é tão inimigo nosso como costumamos pensar.



A mulher inteligente não procura esconder os anos que viveu como quem esconde um crime. Ela aceita a realidade e dentro dela procura a beleza. Porque a beleza não tem idade. Você que é inteligente sabe disso. Nunca reparou que os lutadores entram em round e outros são submetidos a um rápido tratamento? Pois antes de enfrentar novas lutas, use o mesmo tônico. 



Mas se o seu rosto está fatigado por excitação nervosa, tente um banho relaxante. Isso ajudará você a não pensar em nada, e não pensar em nada é um creme muito bom. Uma saladinha também. A receita é simples, mas o principal ingrediente não é o pepino e sim o segredo: Faça tudo isso longe dos olhos do ser amado. Amor sim, mas salada à parte.
Há mulheres de quem poderíamos dizer “Não tem rosto. A fisionomia está de tal modo submersa, com traços indecisos e cores desbotadas, que lembram um quadro apenas esboçado, nunca terminado. Você saberia criar sobre um rosto apagado o seu verdadeiro rosto? Um mínimo retoque pode fazer toda a diferença entre o bonito e o lindo. E você com certeza vai preferir o lindo, não é? Aposto que você gostaria de inspirar com os seus lindo olhos um poema, uma música, ou mesmo uma simples declaração de amor. Gostaria, claro, porque é mulher. E lembre-se, mais importante do que os olhos, é o olhar.

Os bons pensamentos, os ideais elevados e a bondade darão à você um encanto inconfundível que os anos e as rugas jamais vão esconder. Olhe agora ao espelho e admire-se. Sentir-se bonita é um dos meios mais eficazes de ser bonita.

Há tantos conselhos para aumentar a beleza, não é? Fala-se muito da importância dos exercícios físicos e de uma alimentação saudável, mas pouco se fala dos efeitos que um olhar otimista pra vida pode ter. O mau humor, a inveja, a amargura e os rancores inúteis, ao contrário, apagam a alegria e o brilho dos olhos, cavam sulcos na face, enfeiam qualquer mulher, por mais bela que seja. A alegria, o entusiasmo pelo minuto que passa são mais importantes que muitos tubos de cremes.

Bonita é a mulher que é feliz. Sim. Seja feliz, se quer ser bonita. Por isso, não limite o seu interesse apenas a arte de se embelezar, à futilidade, à fraqueza superada pela mulher esclarecida. E você, é uma mulher esclarecida, não é mesmo?

Helen Palmer (pseudônimo de Clarice Lispector).

Segundo episódio da série Correio Feminino, com direção de Luiz Fernando Carvalho e roteiro de Maria Camargo. Exibida no Programa Fantástico, a série é inspirada nas crônicas escritas por Clarice em colunas femininas no final dos anos 50. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...